Lisboa recebe serviço de carsharing 100 % elétrico

A Câmara Municipal de Lisboa (CML), Apoio do GPA, acaba de recebervum serviço de carsharing inteiramente elétrico, composto por uma frota inicial de 150 veículos Emov de quatro lugares e cinco portas, que podem ser alugados por 0,21 euros/minuto, numa área que engloba mais de 39 km2 e inclui o Aeroporto Humberto Delgado

A emov nasceu da aliança estratégica entre a Eysa e a Free2Move, a nova marca de serviços de mobilidade do Groupe PSA, duas empresas líderes nos respetivos setores.

Depois de Madrid, onde conta com mais de 170 mil utilizadores, a emov aposta agora em Lisboa, onde disponibiliza a sua alternativa de carsharing, sendo que, nesta primeira fase da operação, criará na capital entre 20 a 30 postos de trabalho diretos.

A propósito da escolha da cidade de Lisboa e da parceria com a autarquia lisboeta, Carlos Blanco, diretor de Marketing da emov, afirma ao Jornal Económico, que a escolha traduz “uma decisão estratégica” baseada numa análise de mercado que, atendendo às oportunidades existentes, atualmente, do ponto de vista da relação oferta e procura, “apontam Lisboa como uma grande oportunidade”. O responsável admite ainda que a “legislação municipal, que favorece a implementação de um serviço que utiliza o veículo elétrico como eixo central de suas operações”, também pesou nesta decisão.

Quanto à parceria, frisa que a decisão, desde o início, passou sempre por avançar em conjunto com a CML, considerando, essencial, “a visão e o projeto que a Câmara tem para resolver os desafios da mobilidade na cidade”.

Do ponto de vista da CML, “esta é uma iniciativa bem-vinda e de que a cidade precisa”, realça o edil, Fernando Medina na apresentação da iniciativa. O autarca sublinhou ainda que se traduzirá na criação de bolsas de estacionamento dedicado para carros elétricos partilhados. 

Fonte: Jornal Económico