III

Em 2016, o GPA anunciou o seu III Ciclo de Conferências.


Em abril, numa organização conjunta com a Lipor e com a Câmara Municipal do Porto, deu-se a primeira conferência “Empregos Verdes – na transição para a sustentabilidade”, na Fundação Doutor António Cupertino de Miranda, que incentivou o debate sobre o futuro do crescimento verde em Portugal atentando ao contexto europeu, contribuiu para a identificação e promoção das competências necessárias para os desafios do mercado, discorrer sobre o futuro dos empregos verdes em Portugal e avaliou o seu impacto e potencial na economia nacional, entre outros objetivos.


Em maio,  em parceria com o Instituto de Ciências Sociais, com a APED e com a DECO, apresentou a sua II Conferência “Fechar o ciclo – combater o desperdício“.


Em julho, no Teatro Thalia, decorreu a conferência “Ciência e Tecnologia para um futuro sustentável” , que contou com a intervenção do investigador Carlos Duarte, responsável pela Expedição Malaspina sobre o tema “Ocean Solutions for Humanity Grand Challenges”.


Em setembro,  em parceria com a ADENE – Agência para a Energia, apresentou o Workshop “Eficiência Energética na indústria – Novas oportunidades”, tendo como objetivo colocar em debate e reflexão o tema da Eficiência Energética nas Indústrias.


Outubro foi marcado pela V Conferência GPA’16 “Cidades e mobilidade sustentáveis – Sob o signo da resiliência”, que decorreu no Salão Imobiliário de Lisboa, na FIL, com o objetivo de debater sobre o futuro das cidades e da mobilidade numa ótica de resiliência.


Em novembro, em parceria com o GPPQ, o GPA apresentou, no ISCTE, o workshop “Horizonte 2020 – oportunidades de  financiamento nas áreas do Ambiente e Ação Climática“.


A 23 de janeiro, o GPA encerrará o seu III Ciclo de Conferência e a sua 9ª edição, na Fundação de Serralves, com a Conferência “A Nova Economia” no âmbito da sua Cerimónia de Entrega de Prémios. As inscrições estão abertas e podem ser feitas aqui.