• Exposição “ALMADA ATLÂNTICA, um mergulho no Oceano” assinala o Dia Mundial da Conservação da Natureza 2017.07.27

    Inaugura amanhã, Dia Mundial da Conservação da Natureza, pelas 17h00, no CMIA – Centro de Monitorização e Interpretação Ambiental da Costa da Caparica, a exposição “Almada Atlântica, um mergulho no Oceano”, uma viagem pela natureza submersa da frente atlântica de Almada, que dá a conhecer a sua abundante biodiversidade e valores ecológicos.

    Enriquecida com fotografias recolhidas na região por fotógrafos de natureza prestigiados, jogos interativos e esculturas feitas a partir de lixo marinho, esta exposição é também um apelo à conservação dos habitats e espécies que se escondem do olhar humano na costa atlântica da Costa da Caparica.

    A exposição, integrada na Estratégia Local de Educação para a Sustentabilidade, é uma iniciativa da Câmara Municipal de Almada e conta com o apoio de entidades como a National Geographic Portugal, o MARE – Centro de Ciências do Mar e do Ambiente, o Instituto de Conservação da Natureza e Florestas, a Agência Portuguesa do Ambiente, a Associação Portuguesa de Lixo Marinho, a WWF Portugal, o Aquário Vasco da Gama, entre muitas outras.

    A exposição “ALMADA ATLÂNTICA, um mergulho no Oceano” poderá ser visitada durante todo o Verão e Outono 2017. Ao longo deste período, serão dinamizados encontros e atividades educativas sobre a temática dos oceanos, pelos parceiros do projeto.

    A entrada é livre.

  • Cientistas portugueses descobrem fungo de come microplásticos 2017.07.07

    Uma equipa de cientistas da Universidade de Aveiro (UA) descobriu um fungo que degrada o polietileno contido nos sacos plásticos. Esta descoberta poderá permitir eliminar mais de 10 milhões de toneladas de plástico que poluem os oceanos.

    O fungo Zalerion maritimum, localizado na costa portuguesa, gosta particularmente de madeira e microplásticos e pode ser a solução para erradicar parte da poluição oceânica derivada dos plásticos.

    A descoberta deste fungo, através de um ensaio experimental, esteve a cargo da equipa de investigação da Universidade de Aveiro. Neste ensaio, os investigadores utilizaram água do mar sintética e introduziram fungos, juntamente com algumas quantidades de alimento.

    Os fungos optaram por se alimentar das partículas poluentes em vez de outras. À medida que  a quantidade de fungos aumentava, os plásticos diminuíam progressivamente. Estes indicadores foram testados a uma escala maior, na estação de tratamento de Aveiro, e os resultados comprovaram a sua eficiência.

    Conscientes de que as ações em curso não são suficientes no combate à poluição oceânica, esta equipa de investigadores enquadrou a produção de Zalerion maritimum no conceito e estratégia de biorremediação, que se traduz na utilização de microrganismos vivos com vista a degradar o plástico.

    Desenvolvido no âmbito da disciplina de projeto do terceiro ano da licenciatura em Biotecnologia da UA, a investigação resulta do trabalho de Ana Paço, João Costa, Armando Duarte, Cátia Duarte, Patrícia Santos, Maria Eduarda Pereira, Ana Cristina Freitas, Rute Pereira, Ana Bastos e Ana Silva, em parceria com as universidades do Porto e Católica Portuguesa.

  • PORTO CELEBRA A SUSTENTABILIDADE E O AMBIENTE 2017.07.06

    Entre os dias 6 e 9 de julho, o Porto recebe o debate sobre sustentabilidade e ambiente, organizado no âmbito da 4ª edição do CIDADE+, que terá lugar nos Jardins do Palácio de Cristal.

    Com um programa dedicado às boas práticas ambientais, a 4ª edição do CIDADE+ tem como tema“17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – INSPIRAÇÃO, AÇÃO e CONCRETIZAÇÃO” e visa apresentar ações, pessoas e cidades que inspiram as diversas áreas de atuação.

    Para tal, a 4ª edição do CIDADE+ contará com um leque de oradores portugueses e internacionais que estão distribuídos nas quatro sessões do debate: Ações que inspiram, Cidades que inspiram, Pessoas que inspiram e Encerramento.

    Nomes como Filipe Araújo (Vereador do pelouro de Inovação e Ambiente), Fernando Leite (Administrador da Lipor), Sara Silva (CIDADE+), Paulo Magalhães (Casa Comum da Humanidade), Filipe Gonçalves (Booq), Sophie Thomasset (Terre de Femmes) vão marcar presença neste evento.

    Ao longo destes quatro dias, os visitantes poderão ainda conhecer diferentes espaços do CIDADE+, entre os quais a Conferência, as Oficinas, o Mercado, as Artes e Espetáculos, a Praça Empresarial e o Rossio, local onde decorrerá o Encontro Nacional de Veículos Elétricos (de 8 a 9 de julho).

    As atividades, partilha de testemunhos, conhecimento e práticas inovadoras ou exemplares são essenciais para sensibilizar e motivar os cidadãos para a ação, promovendo a integração da justiça social e cuidados ambientais.  

    CIDADE+ é um evento anual gratuito que celebra a Sustentabilidade e o Ambiente promovendo o encontro e o conhecimento nestas áreas.

    Saiba mais em: https://cidademais.pt/

  • Nova data para prazo de Candidaturas do GPA 2017.05.31

    O Green Project Awards, plataforma multissetorial que reconhece as boas práticas em projetos que promovam o desenvolvimento sustentável, anuncia o alargamento do prazo das suas candidaturas: dia 23 de junho, sexta-feira, é a nova data para o encerramento das candidaturas.

    No âmbito do novo Prémio GPAANI, Born From Knowledge, e com vista a permitir igual oportunidade a todos os candidatos, o GPA alarga o prazo de candidaturas.

    O prémio GPAANI Born From Knowledge será atribuído a um dos finalistas de todas as categorias do GPA, desde que sejam projetos que promovam o conhecimento e resultem de atividades de investigação e desenvolvimento.

    O vencedor deste prémio terá a oportunidade de beneficiar de um processo de mentoria e apoio, levado a cabo pela ANI com o objetivo final de desenvolvimento e implementação do projeto distinguido.

    Para além deste, o GPA atribui outros cinco, nomeadamente, o Prémio Investigação e Desenvolvimento Sustentável GPA – Jerónimo Martins, o Prémio Inovação Social GPA – Sociedade Ponto Verde, o Prémio Cooperação Internacional de Negócios e o Prémio Carreira pela Sustentabilidade.

  • GPA e ANI atribuem Prémio Born From Knowledge 2017.05.31

    A ANI – Agência Nacional de Inovação, junta-se à 10ª edição do Green Project Awards (GPA) que reconhece as boas práticas em projetos que promovam o desenvolvimento sustentável, através do Prémio GPAANI, Born From Knowledge.

    No âmbito deste novo prémio, e com vista a permitir igual oportunidade a todos os candidatos, o GPA alarga o período de candidaturas até dia 23 de junho.

    O prémio GPAANI Born From Knowledge será atribuído a um dos finalistas de todas as categorias do GPA, desde que sejam projetos promovam o conhecimento e resultem de atividades de investigação e desenvolvimento.

    O vencedor deste prémio terá a oportunidade de beneficiar de um processo de mentoria e apoio, levado a cabo pela ANI com o objetivo final de desenvolvimento e implementação do projeto distinguido.

    Para além deste, o GPA atribui outros cinco, nomeadamente, o Prémio Investigação e Desenvolvimento Sustentável GPA – Jerónimo Martins, o Prémio Inovação Social GPA – Sociedade Ponto Verde, o Prémio Cooperação Internacional de Negócios e o Prémio Carreira pela Sustentabilidade.

  • 1 2 3 4 53