EUA mantêm decisão sobre Acordo de Paris

A administração dos Estados Unidos da América anuncia que mantem a sua a intenção de se retirar do Acordo de Paris, de combate às alterações climáticas, rejeitando qualquer recuo nesta decisão.

Lindsay Walters, assessora de imprensa da Casa Branca, volta a realçar a posição de Donald Trump relativamente ao Acordo de Paris. “Como o presidente deixou claro, os Estados Unidos vão retirar-se, a não ser que possamos voltar a entrar em negociações que sejam mais favoráveis para o nosso país”.

Estas afirmações acontecem na sequência da reunião informal, realizada no Canadá, na qual o comissário europeu para a Energia e Alterações Climáticas, Miguel Arias Cañete, confirmou que a delegação dos Estados Unidos deu sinais distintos da administração Trump sobre o compromisso com o Acordo de Paris.

As declarações de Miguel Cãnete não foram bem recebidas por parte da administração dos Estados Unidos que rapidamente reagiu, salientando a sua posição.
Esta reunião informal, que contou com a presença dos ministros do Ambiente de mais de trinta países, foi organizada pelo Canadá, China e União Europeia e teve como objetivo assegurar que o Acordo de Paris, assinado em 2015 por 195 nações, é devidamente cumprido.