Combustível feito a partir de mel de abelha

Numa experiência inédita no Brasil, um apicultor desenvolveu o combustível etanol do próprio carro a partir do mel de abelha, antes descartado durante o processo de controlo de qualidade do produto. A descoberta do apicultor Luiz Jordans Ramalho Alves é o desdobramento de uma pesquisa que tinha por finalidade o melhor aproveitamento do mel de descarte para produção de álcool alimentar (ou nobre), usado para fazer cachaça ou aguardente de mel. Segundo o apicultor, das 10 toneladas de mel que produz por mês, entre 50 e 100 quilos acabam por ser descartados. Só que ao invés de desperdiça-los, Alves foi acumulando o produto no seu entreposto de mel, localizado em Barra do Choça, município vizinho a Vitória da Conquista. É no próprio entreposto que se realiza todo o processo químico, num pequeno laboratório.