APED desaprova criação de taxa sobre sacos plásticos

A Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED) já reagiu à possibilidade de ser criada uma taxa sobre sacos plásticos, no valor de 10 cêntimos de euros, incluída nas propostas de reforma de fiscalidade verde recentemente apresentadas.  De acordo com a Ana Isabel Trigo Morais, diretora-geral da associação, “a ser implementada esta medida, apenas vai lesar os consumidores, introduzindo mais um imposto que prejudica o consumo interno, que, como sabemos têm um impacto económico e de criação de emprego essenciais”. “Os associados da APED estão alertados para a  questão da utilização dos sacos de plástico e desenvolvem campanhas de sensibilização dos consumidores há anos. Sempre houve um grande esforço e compromisso nesse sentido”, defende, recordando a “iniciativa Saco Verde, lançada pela APED em 1998” e que conta já com cerca de 11 milhões de sacos vendidos.