Brisa evolui da Era das Infraestruturas para a Era da Mobilidade

Os automóveis deverão reduzir a sua importância no conjunto das alternativas na mobilidade urbana. Esta é uma das conclusões de um estudo que a Brisa realizou em 2012 sobre o futuro da mobilidade. Ainda de acordo com este estudo, o impacto ambiental resultante do transporte rodoviário terá limites de emissões de carbono mais exigentes. Segundo Franco Caruso, diretor de comunicação da Brisa, “a mobilidade vai fazer-se com transporte porta-a-porta, novos veículos urbanos, maior integração dos diversos modos e novos modelos de negócios”. A empresa já começou a traçar o seu caminho, tendo evoluído da “Era das infraestruturas para a Era da Mobilidade, com vista a proporcionar mobilidade eficiente às pessoas”, revelou o responsável, durante a conferência do GPA “Cidade para as pessoas”.