16 Jul 15

Francisco Lufinha bate recorde mundial

Francisco Lufinha, embaixador do GPA, bateu, no passado dia 7 de julho, o recorde mundial da maior viagem de kitesurf sem paragens, superando a anterior marca (também detida por si) de 564 quilómetros. O veleador nacional, cuja aventura se iniciou a 6 de julho, no Cais das Colunas, em Lisboa, cumpriu mais de 700 quilómetros com destino à Madeira, onde terminou o percurso. Superar esta marca foi prova da coragem e determinação deste superatleta que já conta no seu currículo com vários desafios extremos. A aventura do velejador conta com o patrocínio da MINI Portugal, Lusitânia Seguros, Montepio, Queijos Santiago, BPPortugal e Oliveira da Serra e tem o apoio institucional do Ministério da Agricultura e do Mar, da Marinha, da Secretaria Regional de Turismo da Madeira entre outros parceiros públicos e privados.

16 Jul 15

Jerónimo Martins entre as favoritas pelo HSBC

O HSBC elegeu a Jerónimo Martins (JM) entre as favoritas no sector, uma vez que oferece um perfil de crescimento que é superior ao do sector europeu. Esta casa de investimento tem uma recomendação de 'Buy' e um preço-alvo de 14 euros para a número dois do retalho em Portugal e líder no retalho alimentar na Polónia. O banco de investimento considerou que, "com um crescimento das vendas previsto no topo de um dígito entre 2015-17, a JM continua a oferecer um perfil de crescimento muito melhor que o sector europeu e merece um prémio, na nossa opinião".No primeiro trimestre de 2015, o lucro atribuível da JM subiu 3,9% para os 64,8 milhões de euros, em termos homólogos, suportado na forte performance operacional, sobretudo da polaca Biedronka. Saiba mais aqui

16 Jul 15

Lares portugueses reciclam mais

Sete em cada 10 casas fazem separação das embalagens usadas diariamente e mais de metade separa todos os materiais que podem ser reciclados, um comportamento que melhorou relativamente a 2011, segundo um estudo hoje divulgado. De acordo com o trabalho «Hábitos e Atitudes face à separação de resíduos domésticos 2015», desenvolvido pela Intercampus a pedido da Sociedade Ponto Verde (SPV), registou-se um crescimento de dois pontos percentuais do número de famílias que separam as embalagens, para 71%, na comparação com os resultados obtidos em 2011, o último ano em que foi realizado um estudo semelhante. «59% dos inquiridos faz a separação doméstica de todas as tipologias de materiais passíveis de serem separadas, um crescimento de 12 pontos percentuais face a 2011», salienta uma informação da SPV. Saiba mais aqui