14 May 15

CML promove agricultura urbana

A Câmara Municipal de Lisboa lançou um concurso para atribuição de talhões para a prática de agricultura urbana no Parque Hortícola da Quinta das Flores, na freguesia de Marvila. Segundo a CML, serão atribuídos 40 talhões de cultivo, entre os 105 e os 160 metros quadrados, para a prática de agricultura urbana. Os interessados poderão consultar as regras de candidatura e seleção de candidatos, bem como as normas de utilização do Parque Hortícola em baixo ou nas instalações da CML – Balcão único. O custo da horta é de €1,60 por metro quadrado, sobre o qual recai um desconto de 80%. No entanto, o valor apurado não pode ser inferior a €58,60. Ao valor acresce o pagamento de €20 a título de comparticipação pelos custos suportados pela CML. Leia mais aqui

14 May 15

Luísa Schmidt fala das preocupações ambientais dos portugueses

No último Eurobarómetro, que analisa as atitudes dos cidadãos europeus perante o ambiente, com dados recolhidos em maio de 2014, regista-se "uma percentagem elevadíssima, de 97%, a considerar que o ambiente é importante e muito importante, o que se aproxima dos números da União Europeia", esta foi uma das conclusões apresentadas por Luísa Schmidt investigadora Instituto de Ciências Sociais (ICS) da Universidade de Lisboa, durante a sua intervenção na conferência "Consumo Sustentável - Uma atitude Verde", organizada pelo Green Project Awards (GPA), que se realizou no passado dia 5 de maio. Luisa Schmidt acrescentou que na comparação com os dados de 2011, em Portugal "ainda aumentou mais a atribuição desta importância" ao ambiente. A investigadora salientou ainda que esta situação "liga-se sobretudo à ideia de que a gestão ambiental é muito importante porque tem consequências directas na vida quotidiana das pessoas".

14 May 15

Cais do Sodré com níveis de poluição elevados

Os níveis de poluição medidos no Cais do Sodré são idênticos aos do porto de Hamburgo, o que é pouco recomendável, segundo a Quercus. A ONGA (Organização Não-Governamental de Ambiente) está a avaliar a poluição nos portos de Lisboa, em conjunto com a NABU, uma associação de defesa do ambiente alemã, e as medições realizadas no terminal de ferries no Cais do Sodré e no terminal dos navios de cruzeiro, em Santa Apolónia, registam valores muito elevados de poluição atmosférica.“Neste momento, no terminal de cruzeiros de Santa Apolónia, estão dois cruzeiros atracados a receber passageiros, e estamos com níveis de 20 mil partículas por centímetro cúbico. É um valor bastante elevado, os níveis deveriam estar nas mil partículas por centímetro cúbico”, sublinhou à agência Lusa Mafalda Sousa, da Quercus. Leia mais em Green Savers