15 Oct 14

Academia das Plantas Aromáticas e Medicinais de Alqueva conta com mais parceiros

O projeto  “Canteiro da Luz”, juntou-se recentemente, à iniciativa “Academia das Plantas Aromáticas e Medicinais de Alqueva”, desenvolvida pela EDIA (Empresa de Desenvolvimento e Infra-estruturas de Alqueva), o Centro de Excelência e Valorização de Recursos Mediterrânicos (CEVRM) e a empresa “Monte do Pardieiro” criando um polo no perímetro de rega da Aldeia da Luz, concelho de Mourão. A “Academia das Plantas Aromáticas e Medicinais de Alqueva” é uma unidade de demonstração e divulgação de produção de PAM, projetada para, em pequena escala, produzir durante todo o ano, por forma a divulgar junto dos agricultores interessados, as diferentes espécies, as operações culturais a realizar, os fatores de produção necessários, bem como os processos de comercialização. O “Canteiro da Luz” localiza-se no Perímetro de Rega da Aldeia da Luz, promovendo a divulgação destas culturas.

15 Oct 14

Equipamentos elétricos podem reduzir fatura energética das famílias

Um grupo de investigadores da Universidade de Coimbra, em parceria com o MIT, está a investigar o sistema inteligente de gestão de consumo de eletricidade, o Energy Box que permite adequar os consumos às melhores tarifas para o consumidor. Foram estas preocupações, ligadas à poupança e eficiência energética, que levaram ao desenvolvimento de um sistema de gestão de consumos. “Podemos ver diferentes perfis que a pessoa quer adotar, que estão pré-programados e serão o input deste sistema”, explicou ao Economia Verde Carlos Henggeler, investigador da Universidade de Coimbra. Na prática, a Energy Box vai ligar e desligar os aparelhos e eletrodomésticos de forma automática, tendo sempre em conta as horas em que é mais barato consumir eletricidade e das próprias preferências do consumidor. Veja a entrevista sobre este tema aqui

15 Oct 14

Lagos distinguido com Galardão ECOXXI

O Município de Lagos foi, uma vez mais, distinguido com o Galardão ECOXXI. A atribuição desta Bandeira Verde é um reconhecimento das boas práticas implementadas no concelho em prol do desenvolvimento sustentável. Este projeto, inspirado nos princípios da Agenda 21 e considerado uma referência a nível internacional, é desenvolvido pela Associação Bandeira Azul da Europa, e pretende promover, divulgar e distinguir as boas práticas desenvolvidas a nível municipal em prol do ambiente e da educação ambiental para o desenvolvimento sustentável. O Município de Lagos alcançou o 14.º lugar na classificação geral, num total de 32 municípios candidatos, obtendo um índice total de 66,8%, um aumento na ordem dos 1,6 % comparativamente com o ano anterior. Este resultado garantiu a certificação do município e a atribuição do galardão/bandeira ECO XXI e da respetiva medalha.